quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Um adeus ao ano!


Lá fora está chovendo, nada mal, depois de um dia quente de verão. E da minha janela vejo o céu esbravejando e liberando toda sua fúria através de raios e trovões. Admirando essa beleza natural e passada uns minutinhos, a chuva foi embora, restando um espetáculo de luzes atrás das montanhas, cobrindo como uma cortina as nuvens no céu.  O céu tá bonito, igualzinho um pisca-pisca de natal gigante, a cidade tá calma, um silencio atípico e o meu quarto se contempla e banha-se em meu mundinho particular, inundado como um verdadeiro rio. Meu mundo favorito se acende. Hoje é dia 30 de dezembro, véspera de ano novo. E tudo o que vivi esse ano se maximiza em minha mente. Diante dos meus olhos projeta-se um filme chamado 2014. Um ano colorido, bonito, inesquecível.  Foi um ano que passei por grandes experiências. Viajei para lugares lindos e diferentes, tanto em livros, com suas aventuras e histórias, como em locais terrestres também. Conheci pessoas maravilhosas, amizades que florescerão e deram bons frutos ao longo do ano. Amizades novas e amizades antigas que ao logo do ano foram bem cultivadas. Foi um ano de muitos aprendizados e de muito conhecimento novo para pôr em prática. Foi um ano de despedidas e de chegadas, de alegrias e tristezas. De momentos de doer à barriga de tanto rir e de momentos sérios que me fizeram crescer e amadurecer muito. Pude praticar coisas que eu gosto como o teatro, o desenho e a pintura com mais intensidade, foi um ótimo ano para a arte. Dialoguei com a saudade, fui companheira da responsabilidade. Assumi muitos compromissos, foi um ano de desafios. Distraí-me e desviei de alguns objetivos, mas em compensação encontrei coisas novas, que pelo seu lado, foram apropriadas também. Participei de muitos eventos, que minha mãe vivia me dizendo que eu deveria me dividir em duas para dar conta de tanto coisa (risos). Realizei pequenos sonhos e metas. Perdi velhos hábitos e ganhei outros novos também. Entreguei-me ao diferente e abri novos caminhos com ele. Mapeei a felicidade e encontrei-a em coisas pequenas e simples. Tão bobas, no entanto, tão importantes. Foi um ano de muitas descobertas e aventuras, conheci muitas coisas novas e a apreciar coisas novas também. Revivi e relembrei de coisas e de anos passados, inclusive minha infância, que é algo muito preservado dentro de mim. Minha criança interior está viva e bem pertinho de mim sempre! 2014 foi um ano que eu fiquei noiva do meu melhor amigo, que eu percebi como o amor é extraordinário e como o companheirismo e a amizade é muito mais alicerçante que a paixão. Foi um ano de histórias para contar. Comidas diferentes, pessoas diferentes, lugares diferentes, livros e filmes diferentes, roupas diferentes, palavras diferentes, tudo novo, misturado com o velho. Fui à mesma menina boboca, sonhadora, colorida com cabeça de saturno durante esse ano inteiro, só ocorrem mudanças em alguns aspectos, que se contempla em atitudes, comportamentos e hábitos, mas a essencial das que vos escreve, não foi modificada. Ao longo do ano colecionei momentos ricos, fofos e maravilhosos! Vivi meus 20 anos, muito bem vividos, duas décadas de existência com grandes memórias para recordar.

2014 não só existiu, mas foi muito bem vivido. Foi um ano vivo!
Ri, pintei, chorei, sorri, criei, saltitei, cozinhei, decepcionei, preguicei, doei, aprendi, orei, cantei, nadei, li, suspirei, estudei, perdoei, dancei, encenei, critiquei, desenhei, inventei, surtei, esfriei, esquentei, abracei, mordi, costurei, corri, gargalhei, sonhei, mudei, escrevi, planejei, viajei, desapeguei, amei, trabalhei, recortei, remendei, gritei, comemorei, fotografei, ensinei, concordei, relembrei, memorizei, agradeci. E muitos outros verbos pertenceram a esse ano.

Gratidão é o que delineia tudo isso! À Deus pelo seu imenso amor em todas as circunstâncias. A família por suportar crises e apoiar loucuras e aos amigos pelos momentos incríveis.


O ano de 2015 já está batendo à porta. A casa já está pronta, está tudo em ordem, o que resta é despedir de um ano maravilhoso e comemorar a entrada de outro que tenho a certeza que será inesquecível também. Pois afinal quem é responsável de fazer dias bons ou ruins somos nós mesmos, então a largada está posta e esses dias já estão para chegar. Feliz ano novo! Feliz 2015! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...